Amazing Carousel, powered by http://amazingcarousel.com
NOTÍCIA
Técnicos Agrícolas, vamos lutar pelo direito de votar!


 

TÉCNICOS AGRÍCOLAS, VAMOS LUTAR PELO DIREITO DE VOTAR!

 Prezados, colegas Técnicos Agrícolas!

Agradecemos o esforço de cada um na tentativa de exercer o direito ao voto na Eleição da primeira Diretoria Executiva do Conselho Federal dos Técnicos Agrícolas.

Estamos cientes das inúmeras dificuldades que cada Técnico Agrícola enfrentou para tentar votar, sabemos que milhares de profissionais tiveram seu direito ao voto cerceado e por não terem conseguido votar estamos sujeitos às penas previstas no art. 21 da Lei 13.639/2018. Faremos a defesa de todos aqueles que tiveram seu direito ao voto cerceado.

Isso posto, ressaltamos a Eleição está sob suspeita pelos seguintes fatos:

1) A comissão eleitoral foi eleita com voto em chapa, impedido que a minoria pudesse participar do regramento eleitoral;

2) Um membro da comissão eleitoral é também da diretoria da Federação que pediu doação dos Técnicos para “realizar” a Eleição, sendo que o mesmo membro é proprietário do site da comissão eleitoral. Além disso, a Federação da qual ele é diretor, lançou a candidatura com nome da própria Federação;

3) O baixo índice de profissionais que conseguiram votar, devido aos problemas com a plataforma de votação, os erros de dados e o curto prazo de votação demonstram o cerceamento ao direito de voto. Vários foram os motivos que nos levam a contestar o sistema de votação: profissionais que estão com a anuidade de 2018 do Crea em dia e não conseguiram realizar o procedimento, Técnicos Agrícolas que não estão com a anuidade em dia conseguiram votar, e outros que ainda votaram duas vezes.

Sem falar na confusão da exigência de “habilitação” de eleitores sem se quer haver convocação da Eleição, para piorar o prazo foi de apenas 3 dias contado a partir da publicação no Diário Oficial. Tais fatos demonstram a falta de conhecimento da realidade da profissão, que é exercida muitas vezes longe do acesso à internet, não tendo acesso ao Diário Oficial;

4) Outras irregularidades também foram destacadas pela categoria, como: Técnicos que cumpriam o requisito para votar e estavam sem cadastro no site da comissão eleitoral. Milhares que estavam cadastrados constavam sem e-mail ou o esse estava digitado de forma errada. Por que a comissão eleitoral não fez a requisição dos dados dos profissionais junto aos CREAS dos 26 estados e do Distrito Federal? Muitos daqueles que estavam com tudo de acordo com que a comissão eleitoral pedia não receberam sua senha para votar, mesmo seguindo o manual para reenvio de senha;

5) Constatamos que o sistema possui falhas, pois permitiu que um Técnico votasse por duas vezes;

6) Houve prorrogação da eleição para além do prazo previsto com o argumento de que o sistema de votação tinha falhas. Isso deveria ter sido previsto no regulamento e por isso a Eleição não deveria ocorrer apenas por 14 horas (das 6h às 22h).

 Diante de tantas irregularidades, nos sentimos no direto de contestar e LUTAR pelo direito ao voto de TODOS os Técnicos Agrícolas em uma Eleição LIMPA E TRANSPARENTE.

 

 Chapa 2 - Mãos que Alimentam o Brasil!

 

   


Não há + Fotos cadastradas





Untitled Document
 
 
INSTITUCIONAL
 
NOSSA HISTÓRIA
A FINTA-BR
 
 
ENTIDADES
SINDICATOS
 
PARCEIROS
ATABRASIL
TÉCNICOS AGRÍCOLAS
A PROFISSÃO
A CATEGORIA
 
 
ACONTECE
NOTÍCIAS
 
 
 
  FINTABR e todos os direitos reservados ®